w

Home



Notícias


Quadro de Disciplinas 2014.1

 

 

Apresentação

O curso de Mestrado em História, vinculado ao Programa de Pós Graduação em História (PGH) da UEFS, está em funcionamento desde 2007. O Mestrado é recomendado e apoiado pela CAPES, inclusive com bolsas. O programa dispõe também de bolsas e outras formas de apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB). O ingresso de novos alunos é anual, mediante processo seletivo público divulgado em Edital. O PGH possui atualmente duas linhas de pesquisa – Cultura, identidades e linguagens e Cultura, sociedade e política – articuladas na área de concentração HISTÓRIA, CULTURA E PODER.

Sua implantação foi uma resposta para a aguda demanda regional e estadual pela expansão e descentralização da pós-graduação stricto sensu. O número de cursos de graduação em História na Bahia não parou de crescer nos últimos anos (já eram 12 em 2006), ao passo que a pós-graduação stricto sensu contava, até aquele ano, com apenas um programa, com sede na capital.

Na medida em que a existência de pós-graduação strito sensu é fortemente correlacionada à prática de pesquisa, a restrição a apenas uma universidade significava, por um lado, um estrangulamento quantitativo, expresso como insuficiência de oportunidades de qualificação. Por outro lado, significava também um estreitamento qualitativo, traduzido como predomínio de uma só equipe de pesquisadores na produção historiográfica baiana. Temáticas e abordagens que escapavam ao interesse daquele corpo docente tendiam a permanecer à margem.

A decisão de implantar o Mestrado em História na UEFS se inscreve, portanto, na perspectiva de descentralizar e diversificar a pesquisa e a formação de pessoal qualificado em História na Bahia. Ao mesmo tempo, ele é o fruto do amadurecimento do corpo docente e da consolidação das práticas de pesquisa desenvolvidas pela área de História da UEFS.

Objetivos:

Os objetivos permanentes do Mestrado em História são a formação de profissionais plenamente capacitados para a produção do conhecimento histórico e para a docência no ensino superior, a consolidação de espaços institucionais de apoio e incentivo para a pesquisa em História e a ampliação, diversificação e aprofundamento das práticas de pesquisa histórica.

Consoante seus objetivos, o Mestrado em História visa formar profissionais em cujo perfil se identifiquem:

1. domínio do processo de produção de conhecimento em História.

2. domínio do conhecimento especializado na área temática da sua dissertação.

3. competência para planejar e desenvolver projetos de pesquisa em História.

4. qualificação para o ensino superior de História, isto é, para o planejamento e execução de atividades articuladas de ensino, pesquisa e extensão.

Histórico:

A implantação do Mestrado em História representou um passo a mais no processo de sedimentação da pesquisa em História e de qualificação do corpo docente da UEFS. O curso de Licenciatura em História da UEFS foi implantado em 1986 e seu corpo docente vem sendo qualificado desde então, alcançando em 2007 o número de quatorze doutores e cinco doutorandos em História. Todos estes doutores obtiveram seu título já como professores da UEFS, constituindo assim um corpo docente com uma trajetória longa e uma inserção consolidada na instituição.

A pesquisa em História na UEFS experimentou um primeiro salto de qualidade a partir de 1995, com a criação da pós-graduação em História (lato sensu). Os dois cursos de especialização oferecidos intermitentemente entre 1995 e 2005 (Teoria e Metodologia da História, até 2000, e História da Bahia, a partir de 2001) priorizavam a pesquisa, exigindo a elaboração orientada e a defesa de uma monografia como trabalho final. Uma parcela muito significativa dos alunos destes cursos era proveniente de outras cidades e egressa de outros cursos de História que não o da UEFS. Formaram-se, ao todo, 55 especialistas cujas monografias compõem um rico acervo de conhecimento histórico produzido sobre municípios e regiões que eram, até então, pouco estudadas ou mesmo desconhecidos para a historiografia. Dentre estes trabalhos, 24 deram origem a projetos de mestrado aprovados em várias universidades do país. As atividades realizadas no âmbito da pós-graduação ou articuladas a ela permitiram ainda identificar relevantes acervos documentais em vários municípios da região, alguns dos quais já puderam ser organizados e disponibilizados para pesquisa.

Em articulação com a experiência da pós-graduação lato sensu foram criados e consolidados vários núcleos, laboratórios e grupos de pesquisa na área de humanidades, com participação expressiva dos professores de História. A estruturação do CEDOC, pela qualidade e pela extensão dos seus acervos, proporcionou um recurso valioso para a pesquisa histórica sobre Feira de Santana e região. Projetos de pesquisa em História foram institucionalizados, envolvendo estudantes através das experiências de iniciação científica.

O segundo salto qualitativo foi dado com a implantação do Mestrado, que teve seu projeto aprovado pela CAPES em 2006 e o ingresso da primeira turma em abril de 2007. Apesar do pouco tempo de existência, o Mestrado induziu avanços significativos em várias dimensões da pesquisa em história na UEFS: consolidação de grupos e núcleos de pesquisa locais, intensificação de intercâmbios com centros de pesquisa de outras instituições, captação de recursos de infra-estrutura e de apoio às pesquisas. Dezenas de mestres já foram formados e suas dissertações representam contribuições significativas ao saber histórico, especialmente sobre a Bahia.